Sou um homem de causas. Vivi sempre pregando, lutando, como um cruzado pelas causas que me comovem. Elas são muitas, demais: a salvação dos índios, a escolarização das ciranças, a reforma agrária, o socialismo em liberdade, a universidade necessária. Na verdade somei mais fracassos que vitórias em minhas lutas, mas isso não importa. Horrível seria ter ficado ao lado dos que venceram nessas batalhas”.
Darcy Ribeiro