O cenário do trabalho hoje demanda pessoas imaginativas e inteligentes. Para as outras coisas nós já inventamos o computador. Ele estoca, trata, emite e recebe informação. Se no passado a humanidade progrediu com as invenções nascidas das mãos de alguns poucos iluminados, hoje as questões importantes do planeta serão resolvidas com cultura de trabalho baseada em inovação.
Nosso mundo está prenhe de mudanças. Sustentabilidade ambiental, inclusão social de bilhões de pessoas, o futuro do próprio capitalismo etc. Essa nova realidade traz dois ensinamentos acerca das respostas a serem dadas.
Primeiro, o que vale hoje é convergir teses. Tudo que consumimos hoje é baseado em informações sobre a ansiedade global, carros, comida, TV, celulares etc. Trabalho repetitivo, produtividade baseada em quantidade são coisas fora de questão na era do conhecimento.
Segundo, a oportunidade de responder questões emergentes pode ser perigosa quando entendemos que a realidade atual tornou inúteis princípios e idéias, e que coisas novas e não testadas são perfeitamente aplicáveis. Isso não só levou a corrosão dos direitos civis em vários países, inclusive os Estados Unidos, como também estabeleceu os pilares da atual crise financeira mundial.
Qualquer instituição que queira ativar sua mensagem na construção do universo social, no atual cenário, deve levar em consideração que o trabalho por vocação é uma tendência forte hoje e que a ética, a moral, a consciência e consistência de sua mensagem é o seu ativo de maior valor.