Enfrentar a burocracia da instituição e inovar ou inovar e caminhar na direção do incerto? Muitos líderes parecem carregar consigo essa questão. É semelhante a história de Moisés e o povo no deserto, que caminhava em direção a terra prometida.

O momento mais marcante dessa história é o dilema de Moisés, pois a sua frente estava o Mar Vermelho, aparentemente intransponível. E enquanto o povo cobrava uma solução, Faraó se aproximava com seus exércitos. Alguns pensaram em se render ou até combater o grande líder do Egito antigo, mas o impensável aconteceu: o mar se abriu.

Faraó é a burocracia, não se sabe se vale a pena enfrentá-la, afinal de contas, na vida todas as coisas morrem. O mar são as informações, bilhões de informações que escondem um mundo novo. Se os líderes forem imaginativos saberão que caminho trilhar, traduzindo informação em pressuposições que influenciam eternamente a vida das pessoas.