O poder de escolha nunca foi tão notório. Mark J. Penn, demonstra em seu livro “microtendências” como pequenas forças organizadas em comunidades de preferências estão por trás das grandes mudanças de amanhã.

Em um mundo fragmentado por escolhas individuais é possível que haja muitas grandes mudanças a partir de grupos de identidade que alcancem o raso padrão de 1% da população. Estamos diante de um “gap” de tempo entre a nossa geração e as gerações anteriores que para realizar mudanças esforçavam-se para levar seus movimentos ao estado de massa crítica.

Na prática isso quer dizer que pessoas comuns organizadas em micro grupos de identidade podem gerar grandes mudanças imprimindo novos valores na construção do universo social.