Todos pela educação se transformou no lema que a classe média reza para cobrar resultados da escola e dos professores, sem que por outro lado esses professores tenham uma contrapartida. A classe média acredita ser rica quando coloca seu filho em uma escola particular, quando na verdade esse padrão de escola deveria ser o padrão da escola pública. Os professores dos seus filhos são os mesmos das escolas públicas. O que se paga caro é pela estrutura. A classe média pouco sabe sobre uma escola de ricos.

Todos pela educação deveria ser uma agenda focada no oferecimento de uma estrutura de qualificação e valorização do professor, o que na verdade deveria ser colocada pelo governo. Mas, o que acontece, é que uma organização que se intitula arauto da qualidade da educação no Brasil ensina aos pais da classe média que se deve cobrar da escola e dos professores uma boa educação de seus filhos, assim como se cobra de um desnutrido que complete uma maratona. No final, todos pela educação é um lema vistoso que traz bons resultados no curto prazo e causa desastres no longo prazo.