Aviões que caem e políticos corruptos podem ter tudo haver, se considerarmos como determinada cultura enxerga o poder. Existe conceito chamado ‘Índice de Distanciamento do Poder’. Esse índice revela como as pessoas se comportam perante a uma alguém com algum tipo de status superior.

Ele vai desde aquele político de algum país do norte da Europa, que tem até uma certa ‘vergonha’ por ter um ou outro privilégio e procura andar de metrô como qualquer um. Até os autocratas brasileiros que prevalecendo-se do poder que exercem aumentam os próprios salários e se livram de serem punidos por suas roubalheiras.

O IDP tem sido útil na explicação dos motivos das quedas de aviões, que estão muito associadas as dificuldades do co-piloto de questionar os erros do piloto, e também serve para explicar porque não fazemos nada a respeito de políticos que pegos viajando por aí em aviões de empreiteiros, defendem a construção de um código de ética para o ‘homem público’ que de público não tem nada. A propósito, o Brasil está em primeiro no ranking do IDP…